👮‍♀️ Agente da Passiva

Voz Ativa e voz Passiva

É comum os alunos confundirem o sujeito com o agente da passiva nas frases.

Começando por terem dificuldade em distinguir se uma frase está na voz ativa ou na voz passiva (ou até na voz reflexiva, da qual não vamos falar neste post).

Voz ativa

Assim, nas frases em que o sujeito é o agente da ação, estamos perante a voz ativa.

Ex. O rio inundou a cidade.

A frase está na voz ativa.

O rio é o sujeito da frase, inundou é o verbo e a cidade é o complemento direto.

Voz passiva 

No caso da frase estar na voz passiva, o sujeito é o recetor da ação expressa pelo verbo. Assim, para transformar a voz ativa em voz passiva, temos:

– o complemento direto passa a sujeito da frase (a cidade passa a sujeito)

– o verbo da voz ativa passa verbo na voz passiva (inundou passa a foi inundada)

– O sujeito da ativa, passa a agente da passiva (o rio é o agente da passiva).

Então, ficamos com a frase “A cidade foi inundada pelo rio”.

Complemento de agente da passiva

Se a frase ou oração está na passiva, é o constituinte da frase que designa o agente da ação sofrida pelo sujeito:

A aula foi dada pela professora.

A bicicleta foi comprada pelos pais dela.

Como identificar?

– É o sujeito da frase na voz ativa;

– Geralmente é introduzido (precedido) pela preposição por (nas formas porpelopela).

Para conheceres mais regras, consulta o <link> e www.altamente.pt

Bibliografia: Rocha, Maria Regina, “Gramática Português – Ensino Sec

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *